Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Verificação
informe os caracteres da imagem

Nome: 
J.A.NUNES

Email: 
joaoangelonunes@gmail.com

Mensagem
: 
Muitos amigos nossos partiram recentemente e outros já algum tempo....não coloco aqui seus nomes, por que são tantos... Então o texto abaixo, um amontoado de retalhos, pode ser minha vida, pode ser sua vida....vamos lá ! "Eu nunca trocaria os meus amigos surpreendentes, a minha vida maravilhosa, a minha amada família por menos cabelo branco ou uma barriga mais lisa. " Enquanto fui envelhecendo, tornei-me mais amável para mim, e menos crítico de mim mesmo. Tornei-me meu próprio amigo... Eu não me censuro por comer macarrão alho e óleo, sanduíche de queijo quente, cerveja em latinhas, por gostar de ver as formigas, as cigarras, os insetos, o vento falando com as folhas e as folhas contando tudo para os passarinhos...mas entender isso, é preciso ter alma de poeta e coração de criança... ou por não fazer a minha cama,não fazer barba todos os dias, ou para a compra de algo supérfluo como um tablet que não precisava. Eu tenho direito de ser desarrumado, de ser extravagante e livre, de andar pelas praias em companhia de gente com metade de minha idade e achar que elas são "velhinhas" perto de mim. Vi muitos amigos queridos deixarem este mundo cedo demais ou "tarde " demais, antes de compreenderem a grande liberdade que vem com o envelhecimento. Quem vai me censurar se resolvo ficar lendo ou jogando no computador ou ouvindo YANNI ou Chopin - Nocturne Op. 9 No. 2 ou algumas sinfonias até as quatro horas e dormir até meio-dia? ' Eu Dançarei ao som daqueles sucessos maravilhosos dos anos 60 & 70, e se eu, ao mesmo tempo, desejo chorar por um amor perdido ... Eu vou. " ' Por que tem flashs onde "a saudade lembra de lembranças tantas, que por si navegam nessas águas mansas..." Vou invejar aqueles casais que se amam ao longo do tempo – só por que meus amores foram intensos, envolventes, doação total, paixões passageiras, paixões que viajaram pela minha vida inteira, uma delícia, assim: Quando o tempo anunciar Que a saudade vai chegar E a esperança renascer no coração Aí então a solidão do teu olhar Vai me buscar Afinal, que vale um homem se não pode viver seus sentimentos, se não pode dizer o que pensa, se não pode acreditar que sentiu, riu e chorou e teve perdas e ganhos, amou, foi amado (mas nem tanto quanto queria) ! Mas fiz tudo do meu jeito; arrependimentos? tenho alguns, poucos, mas nem lembro mais.... Ás vezes, mordi mais que podia mastigar, peguei mais que minha mão podia segurar, prometi mais que podia cumprir, perdi e ganhei MAS NUNCA ANDEI DE JOELHOS; e hoje posso rir alegremente das minhas histórias passadas, dos erros e acertos. De todas elas...”as coisas findas, muito mais que lindas, estas ficarão” (Drummond) Vou andar na praia com um calção excessivamente esticado sobre um corpo com kilômetros de horas passadas, e mergulhar nas ondas com abandono, olhar furtiva ou descaradamente para os bikinis cheio de gente dentro, um vagabundo que pode rir de tudo, bailando a beira de um abismo; o tempo. Nas vezes que entro numa padaria, para um cafezinho, a maioria das vezes sozinho, sei que as atendentes pensam que sou um velho "estranhamento " sozinho...talvez até gaysão! mas mal sabem elas que acho as mulheres tão maravilhosas, que se eu fosse Deus, as levaria todas para enfeitar as estrelas do céu! A começar por minha mãe, minhas irmãs, filha e algumas belas vizinhas e todas aquelas que amei por minutos e outras por eternidades... Eu sei que às vezes esqueço algumas coisas. Mas há mais algumas coisas na vida que devem ser esquecidas. E o poeta ainda fala... se todas as árvores fossem canetas se todos os oceanos fossem tinta se o céu azul fosse papel se todos os homens fossem escrivães ainda assim não se conseguira descrever o tão grande amor que já fui envolvido! Claro, ao longo dos anos meu coração foi quebrado. Como não pode quebrar seu coração quando você perde um ente querido, ou quando eles casam e nos deixam ou quando nossa amada princesa vai embora com o entregador de pizza? "Mas corações partidos são os que nos dão força, compreensão e compaixão. Um coração que nunca sofreu é imaculado e estéril e nunca conhecerá a alegria de ser imperfeito"' E os sonhos! Nossa! Como hoje eu acredito em duendes, fadas, lobisomem, saci, devas, acredito que nas noites estreladas podemos com o dedo, colocar no lugar alguma estrelinha fora de casa. Acredito em Papai Noel, tanto que até hoje, naquelas noites de jingle bell, coloco minha botina lá na janela ; porque sem os SONHOS, eu não teria chegado até aqui. Eu sou tão abençoado por ter vivido o suficiente para ter meus cabelos grisalhos, e ter os risos da juventude gravados para sempre em sulcos profundos em meu rosto e nas lembranças. "Muitos nunca riram, muitos morreram antes que seus cabelos virassem prata, muitos desejaram mas nunca sonharam, muitos procuraram, e o que queriam estava tão perto que não puderam ver". Quanto tem arco íris no céu, semicerro os olhos para ver de perto o que já vai longe, e parece que vejo a silhueta dela bailando comigo e ainda sinto seu perfume . Algo me diz que um dia nos encontraremos nas Eternas Primaveras ! A poeira do tempo, vai se depositando em meus ombros, mas todos os dias o sol ainda aquece minhas costas e a brisa bate suavemente em meu rosto e vejo chuvas abundantes em nossos campos, com flôres e frutos, e, nas manhãs cintilantes nas montanhas mineiras um lobo espreita a travessia do tempo em suas frestas. Sou um rio que segue em meandros com alguns redemoinhos profundos que tem enterrados, segredos que abalariam até as colunas de JAQUIM e BOAZ . Falo do rio que sou, com corredeiras que lavam as pedras e produzem miríade de notas musicas encantadoras e também tem, neste rio, uma profusão de gotinhas d’agua que muitas vezes se transformaram em lágrimas que encheram oceanos...oceanos de amargura; mar de ternura. Eu não me questiono mais, ganhei o direito de estar errado, pois educadores modernos confirmam que a adolescência vai até os 70 anos. A idade me libertou. Eu gosto da pessoa que me tornei. Eu não vou viver para sempre, mas enquanto eu ainda estou aqui, eu não preciso lamentar o que poderia ter conquistado ou vivido ou me preocupar com o que será. 'O que jamais abrirei mão é de nossa amizade porque, afinal, essa é a minha riqueza"! Nota...este texto não tem dono, há sempre a possibilidade de em algum dia, ele estar falando de você....nestes retalhos, há um remendo para você, adote, edite, afinal, você q está lendo isto, pode já ter os pés repletos de estradas, também. J.ANGELO NUNES/ PRIMAVERA NAS MONTANHAS MINEIRAS

Tenha também o seu site. É grátis!